Essas 5 medicações para perda de peso realmente funcionam – Recomendamos a prescição

Essas 5 medicações para perda de peso realmente funcionam – Recomendamos a prescição

É inteligente desconfiar de pílulas que prometem a perda de 7kg em 7 dias. Mas, ao contrário dos suplementos para perda de peso vendidos na esquina, os remédios para perda de peso prescritos pelos médicos passaram por anos de testes para conseguir um selo de aprovação da Food and Drug Administration.

Um estudo recente publicado no Journal of American Medical Association colocou cinco medicamentos aprovados pelo FDA um contra o outro para testar sua legitimidade. Os pesquisadores analisaram 28 ensaios clínicos randomizados de quase 30.000 adultos com sobrepeso (sim, isso é bastante sólido). Eles descobriram que, em média, cada droga ajudava as pessoas a perder 5% de seu peso corporal após um ano (cerca de 10 libras para uma pessoa de 200 libras). Todos os remédios foram igualmente eficazes.

RELACIONADOS: AS DIETAS QUE SÃO PROVADAS PARA FAZER VOCÊ GANHAR PESO

Aqui, detalhamos as cinco drogas que foram estudadas e explicamos o que você precisa ter em mente antes de procurar um Rx.

Orlistat

Como funciona: O Orlistat cai sob o guarda-chuva de medicamentos chamados inibidores da lipase.

Essencialmente, a medicação impede que seus intestinos absorvam um pouco da gordura que entra no sistema . Você pode reconhecer o Orlistat pela marca “Alli”, que foi aprovada para vendas no mercado em 2007.

Efeitos colaterais: Comer refeições com alto teor de gordura (pense: 30% das calorias são provenientes de gordura) enquanto a medicação pode causar alguns efeitos colaterais desagradáveis. Pense: manchas oleosas em sua roupa de baixo, fezes soltas e necessidades urgentes de ir ao banheiro.

Quem poderia tomá-lo: Orlistat funciona melhor para pessoas que precisam perder menos de 10 por cento do seu peso corporal. De acordo com os Institutos Nacionais de Saúde, também é seguro para pessoas que têm pressão alta, diabetes, colesterol alto ou doença cardíaca.

Naltrexona e Bupropiona

Como funciona: “A Naltrexona é um inibidor opioide e a Bupropiona é um antidepressivo ”, diz Dr Paulo Rabelo. A Bupropiona por si só pode diminuir os sentimentos de fome, mas a medicação também aumenta certos opióides no cérebro que bloqueiam a saciedade (ou seja, você nunca se sentirá cheio). Mas quando a Bupropiona se une à Naltrexona, bloqueia a estimulação desses opioides e ocorre a magia supressora do apetite.

Efeitos colaterais: A náusea é um dos principais efeitos colaterais da Naltrexona, diz Dr Paulo Rabelo. “É difícil estar com fome quando você se sente doente, por isso ajuda com a fome dessa maneira”, diz ele. Não é de surpreender que a medicação também tenha uma alta taxa de abandono. Outra bandeira vermelha: a bupropiona pode levar a um aumento nos pensamentos suicidas para os jovens, de acordo com os fabricantes.

Lorcaserin

Como funciona: De acordo com os Institutos Nacionais de Saúde , o Lorcaserin, que está disponível pela marca Belviq, funciona como um agonista do receptor da serotonina. Tradução: Faz você se sentir mais acelerado. Quando emparelhado com uma dieta de baixa caloria e exercício, geralmente ajuda as pessoas a perder peso dentro de três meses.

Efeitos colaterais: Enquanto você toma, você pode lidar com dores de cabeça, tontura e fadiga, diz Dr Paulo Rabelo. Outra desvantagem é que a medicação ajuda com o controle de peso apenas se você continuar a tomá-la. Então, uma vez que você corta, você pode ver os quilos voltarem .

Phentermine e Topiramate

Como funciona: Phentermine pertence a um grupo de medicamentos que reduzem o apetite chamado anorexígenos, e topiramato promove sentimentos de saciedade para mantê-lo satisfeito por muito tempo depois de comer, de acordo com o National Institutes of Health. E quando você não está com tanta fome, você come menos (pelo menos em teoria).

Efeitos colaterais: “Os principais efeitos colaterais são estimulação da fentermina e confusão e sonolência do topiramato”, diz Dr Paulo Rabelo. Além disso, sabe-se que o topiramato aumenta o risco de defeitos congênitos; portanto, não deve ser tomado se você estiver tentando engravidar ou se já estiver grávida.

Liraglutide

Como funciona: “O Liraglutido foi inicialmente desenvolvido para ajudar no tratamento da diabetes”, Dr Paulo. Mas quando os pacientes que usam a droga fora deste contexto começaram a perder peso.

O medicamento funciona para controlar o açúcar no sangue, aumentando a liberação de insulina e suprimindo o glucagon, o que leva à diminuição do açúcar liberado pelo fígado, diz Dr Paulo. Também retarda o processo de esvaziamento do estômago para ajudar a controlar a fome. Um estudo do Journal of the American Medical Association observou que ele ajuda as pessoas a alcançar a perda de peso “reduzindo o apetite e a ingestão calórica, em vez de aumentar o gasto de energia”.

Efeitos colaterais: Não  gosta de agulhas? Este medicamento injetável pode não ser para você. Além disso, é caro e pode causar pancreatite com risco de vida, diz Rader.

Quem poderia tomá-lo: Semelhante a outros medicamentos da lista, Saxenda, o nome comercial do Liraglutide, é recomendado para pessoas cujos IMCs se qualificam como obesos (30 ou mais) e tiveram problemas para perder peso no passado.

Portanto, consulte um profissional de saúde, verifique o seu IMC e saiba onde está se metendo antes de começar a tentar perder peso com a ajuda de medicamentos prescritos.

1

No Responses

Write a response